Biscoitagem: o que é e como afeta as relações entre homens gays

biscoitar

Este texto poderia ser sobre comer aquela bolachinha marota no lanche da tarde, sobre os malefícios do carboidrato, dos alimentos processados…  

Mas não é nada disso!

BIS.COI.TAR:

Verbo do dialeto LGBTI+, que significa chamar a atenção, fazer algo para ganhar elogios na internet.

Sabe quando você posta uma foto sua e fica esperando pelos likes e comentários te enaltecendo?

Pois é…

Nessas horas, você está pedindo biscoito.

E, se você faz isso frequentemente, parabéns, é oficial:

Você é um biscoiteiro.

Mas de onde surgiu isso, meldels?

Boatos que a origem da gíria está relacionada ao comportamento dos cachorros.

Isso mesmo!

Quando os dogs querem ganhar seu petisco canino (biscoito), o que fazem?

Exato. Fazem de tudo para chamar a atenção dos seus donos.

Pois, na internet, somos como cachorrinhos mendigando por carinho. A única diferença é que, no lugar de biscoitos, nossa recompensa se traduz em likes e comentários…

Tipos de biscoiteiros do instagram:

E, para deixar a arte da biscoitagem ainda mais clara, vamos a alguns exemplos bem conhecidos das redes:

BISCOITEIRO DA SELFINHA
Para ele, todo dia é dia de fazer carão e postar selfinha.

BISCOITEIRO ENRUSTIDO
O tipo que tá biscoitando, todo mundo tá vendo, mas não quer admitir isso. Daí posta uma foto seminu e escreve: “onde eu queria estar”

BISCOITEIRO ASSUMIDO
O que sabe que tá biscoitando mesmo, e deixa isso bem claro na legenda: “manda biscoitox” 🍪

BISCOITEIRO POETA
Aquele que sempre enche a sua timeline com frases motivacionais e reflexivas, praticamente um Dalai Lama da era digital.

BISCOITEIRO PIROCUDO
O mais ousado dos biscoiteiros! Aquele que posta logo a foto do pacote saliente.

BISCOITEIRO DO VERANO
Aquele que faz toda uma linha Iemanjá ou Rainha das Piscinas, aproveitando a desculpa do #tbt para postar uma fotinho de sunga: “saudades do verão”

BISCOITEIRO FIT
Um clássico das redes sociais. O que pensa: se não for para tirar foto na frente do espelho, nem vou na academia.

E, se você não se identificou com nenhum dos tipos acima, este teste aqui revela o quão biscoiteiro você é.

Sim, porque, no fundo no fundo, todos somos um pouquinho biscoiteiros.

Afinal, todos queremos carinho e atenção, não é mesmo?

Biscoitar é saudável?

Mas a pergunta que não quer calar é:

Será essa uma prática saudável?

Então, vamos lá…

Receber elogio é bom e todo mundo gosta, néan?

Não há nada de errado em querer uma massagem no ego de vez em quando. Todos temos aqueles dias em que precisamos dar um up na autoestima. E tá tudo certo!

Além do mais, a experiência como biscoiteiro pode, sim, ser enriquecedora:

Você pode vencer o medo da exposição e, de quebra, descobrir que o seu julgamento sobre si mesmo é muito maior do que o de qualquer pessoa.

Agora, quando a validação dos seguimores passa a ser uma NECESSIDADE, quando você vive para aquelas postagens e fica real na bad se a foto não tem muito “engagement”, muita atenção:

Daí a biscoitagem deixa de ser “cool” e passa a ser algo bem doentio.

Minha recomendação:

Faça um detox das redes sociais urgentemente!

Ou você quer passar a sua vida toda dependente da opinião alheia para ser feliz?

Lembre-se:

Notificação nenhuma mede o seu valor. A sua importância. A sua essência.

Você é muito mais que esses 🍪

Dar o biscoito é saudável? E se o meu boy é um distribuidor de biscoitos?

Outra dúvida recorrente é:

Apoiar a biscoitagem é ok?

O que pensar daquele boy que vive curtindo as fotos de todos os descamisados do instagram?

Aqui a minha opinião:

#1. UM LIKE (OU ALGUNS) NÃO, NECESSARIAMENTE, SIGNIFICAM ALGO

Quando você vê um boy gato na rua (ou até mesmo uma mulher muito bonita), eles chamam a sua atenção, certo?

Exato, é inevitável:

Eles ganham a sua “aprovação visual”, mesmo que você não diga nada. A única diferença é que, no instagram, o like está ali para simbolizar isso.

#2. TUDO DEPENDE DA INTENÇÃO

Por isso, se tratando de um namorado/marido, é preciso avaliar:

Esses likes dele são intencionais? Têm algum objetivo por trás? Ou são um apenas uma manifestação natural de que ele achou aquela coisa (ou pessoa) bonita?


#3 VOCÊ, DEFINITIVAMENTE, NÃO DEVE AGIR COMO FISCAL DE LIKES DO SEU BOY

Se não existe confiança, nem deveria existir relacionamento em primeiro lugar.

Repense tudo!

#4. LIKES EM EXCESSO PODEM SER UM SINAL DE ALGUMA COISA

Por outro lado, é inegável que, quando em excesso, a distribuição de biscoito dispara alguns sinais de alerta:

Uma coisa é você dar de cara com uma ou outra foto de um boy gato no deslizar do feed, outra é você procurar, ativamente, por fotos de gays desconhecidos todos os dias e várias vezes ao dia.

Nesse caso, sendo num relacionamento, vale chamar o outro para uma conversa sincera para entender o porquê de tanta biscoitagem. Sendo um boy que você está recém conhecendo (e pensa num futuro juntos), fica a reflexão: será que ele está buscando algo sério, ou está apenas pela curtição?

De todas as formas, sinais nunca vêm sozinhos e nunca devem ser analisados isoladamente. Além dos likes aleatórios, ele dá outros motivos de que é infiel ou de que não tem os mesmos objetivos que você com essa relação?

#5. SEU RELACIONAMENTO, SUAS REGRAS

Não existe certo ou errado, porque também não existem modelos “padrão” a se seguir.

Por isso é tão importante que essas coisas sejam dialogadas e acordadas entre OS DOIS: o que vale e o que não vale, o que incomoda o outro ou não, quais são os limites de cada um…

No fim das contas, grandes polêmicas se resolvem com boas conversas.

Aproveite para ver:

Qual é a sua opinião?

E você? O que pensa sobre a biscoitagem?

Me conte nos comentários abaixo deste post.

Vou adorar saber 😉